Desporto

Bruno de Carvalho vai ter 15 minutos de intervenção durante AG do Sporting

Suspensão por um ano do antigo presidente leonino vai estar em cima da mesa

Bruno de Carvalho e outros sócios visados pelas suspensões e expulsões vão poder intervir 15 minutos durante a Assembleia Geral (AG) de dia 15 de dezembro do Sporting,antes da votação que decide se a sanção se mantém ou é revogada.

“Os estatutos do Sporting não definem se as pessoas suspensas podem ou não participar na AG. Mas a AG decidiu que sim. Claro que é uma decisão com caráter excecional, porque se estão suspensas não deveriam participar", afirmou Rogério Alves, presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, citado pela Lusa.

Segundo responsável, a decisão teve como objetivo dar “possibilidade do contraditório” aos sócios em causa, numa “intervenção de 15 minutos”.

"É esse o comportamento adequado num clube democrático, de um país democrático, de um continente democrático", acrescentou.

Também os sócios expulsos vão poder intervir, uma vez que o recurso para a AG “tem um efeito suspensivo [da sanção]. Neste caso, continuam sócios até à decisão formal.

Relativamente a Bruno de Carvalho, Rogério Alves explica que não vai ser deliberada a expulsão do antigo presidente leonino, mas sim a “suspensão por um ano”.

O responsável frisa ainda que a AG “não expulsa ninguém”, sendo que apenas “ratifica decisões e pode deliberar a reabilitação” no caso das expulsões.

"Ou a sanção aplicada se mantém ou é revogada. Não pode ser alterada, nem diminuída, nem aumentada", disse.