Internacional

Theresa May diz que moção de censura pode “atrasar ou até travar o Brexit”

A primeira-ministra britânica enfrenta uma moção de censura avançada pelo próprio partido

No dia em que enfrenta uma moção de censura, Theresa May garante que vai “contestar a votação”, reforçando que a alteração de liderança do governo pode “atrasar ou até travar o Brexit”.

A primeira-ministra falou esta quarta-feira em Downing Street, depois de ter sido anunciado que os Conservadores se preparavam para votar uma moção de censura contra a líder do partido. A votação deverá acontecer entre as 18h00 e as 20h00, na Câmara dos Comuns.

“Eu vou contestar a votação com tudo o que tenho”, garantiu a primeira-ministra.

Caso May perca, os Conservadores vão ter de encontrar um novo líder, que assumirá também as funções de primeiro-ministro. No entanto, o tempo está apertado, uma vez que a nomeação e o assumir das funções do novo líder pode por em causa os prazos acordados entre o Reino Unido e a União Europeia para a ativação do artigo 50. Recorde que a saída oficial do Reino Unido do grupo dos 28 está marcada para dia 29 de março do próximo ano.