Sociedade

Derrocada de arriba deixa casas em risco em São Martinho do Porto

A junta de freguesia teme que as fendas abertas na estrada possam fazer as habitações ruir

Um deslizamento de terras em São Martinho do Porto, concelho de Alcobaça, colocou duas casas em risco de ruir.

Segundo Joaquim Clérigo, presidente da junta de freguesia, o desabamento “abriu fendas numa faixa de cerca de 60 metros da estrada do Facho e a situação é cada vez mais preocupante porque a zona continua a abater”, explicou à Lusa.

Parte da arriba desabou “na noite de segunda para terça-feira, fez com que se abrissem fendas quer na estrada quer no pátio de uma casa”, acrescenta. O autarca teme que a residência “possa ruir” o que deixa “a outra atrás também em risco”.

Os dois edifícios são de segunda habitação – “uma de um casal de belgas e outra de uma família que vive em Lisboa” – e o autarca receia que o problema se torne mais grave porque "se estas resvalarem há um grande risco de ser afetada uma urbanização próxima, onde há casas habitadas".

A situação da estrada de acesso a Facho já estava sinalizada pela junta de freguesia “há cerca de quatro anos”, tendo a autarquia interditado a “passagem de carros e peões, com exceção dos moradores”. Nos últimos dois dias, depois do deslizamento de terras, estiveram no local técnicos da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e elementos da Capitania do Porto da Nazaré.

“Não foi avançada nenhuma solução, até porque não será fácil intervir numa arriba que se suspeita que tenha algumas partes ocas no seu interior, sendo de difícil sustentação", disse Joaquim Clérigo