Sociedade

Hospitais privados contestam devolução de 38 milhões ao Estado

ADSE acusa privados de excessos de faturação

A PGR emitiu um parecer favorável à devolução de 38 milhões de euros dos hospitais privados ao sistema de saúde da função pública (ADSE), mas a Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP) diz desconhecer o documento e contesta a posição.

A ADSE anunciou, através de um comunicado enviado na quinta-feira, que a um parecer pedido Procuradoria-Geral da República (PGR) lhe dava razão.

Em causa estão 38 milhões de euros que a ADSE considera que os hospitais e clínicas privadas lhe devem por excessos de faturação entre 2015 e 2016.

Questionada sobre o assunto, a APHP diz que a situação está a cargo dos tribunais e que não conhece o parecer da PGR. Aliás, alega ter outro documento, da autoria de Vital Moreira, que defende exatamente o contrário.

No comunicado emitido a quinta-feira, a ADSE explica que o parecer da PGR surgiu na sequência de um recurso à justiça por parte da APHP, que contesta as regularizações.