Internacional

Pessoa próxima do atacante de Estrasburgo será presente a tribunal

No último fim de semana subiu para cinco o número de vítimas mortais na sequência do ataque no mercado de Natal da cidade

A Procuradoria de Paris anunciou esta segunda-feira que uma pessoa próxima do autor do atentado em Estrasburgo, na semana passada, vai ser presente a um juiz de instrução antiterrorista e pediu a sua prisão preventiva.

Segundo o canal de televisão francês LCI, o homem foi detido na quinta-feira e é suspeito de estar envolvido no fornecimento do revólver utilizado por Chérif Chekatt.

Esta segunda-feira, a Procuradoria de Paris abriu um processo judicial por "homicídio e tentativa de homicídio relacionado com uma organização terrorista", "associação criminosa de malfeitores terroristas" e "aquisição, detenção e cessão de armas de categoria A ou B por pelo menos duas pessoas relacionadas com uma organização terrorista".

Ao longo do último fim de semana, seis outras pessoas detidas no âmbito do ataque foram libertadas “por falta de elementos incriminatórios”.

No último domingo, o número de vítimas mortais, na sequência do ataque, subiu para cinco.

Segundo o Le Monde, tratava-se da vítima que estava em morte cerebral e seria um homem de nacionalidade polaca.