Economia

Boeing e Embraer criam nova empresa de aviação comercial

A nova companhia espera ainda o sinal verde do governo brasileiro

DR  

O acordo entre a brasileira Embraer e a norte-americana Boeing está fechado e irá dar origem a uma nova empresa de aviação comercial no Brasil. Um negócio avaliado em 4,6 mil milhões de euros. 

A nova gigante, que vai contar com uma participação de 80% da Boeing e 20% da Embraer, espera agora aprovação do governo brasileiro, de acionistas, entidades reguladoras e outras "condições pertinentes à conclusão de uma transação deste tipo", disse a Embraer.

O estado terá uma palavra a dizer uma vez que detém uma "golden share" da  JV Aviação Comercial ou Nova Sociedade, nome provisório dado à nova empresa, e tem o poder de veto em decisões estratégicas, como a transferência de controlo acionista dentro da empresa.