Economia

Já foi publicado diploma que inclui mais veículos na classe 1 de portagens

Com esta alteração passam a beneficiar da tarifa de portagem da classe 1, os veículos com peso bruto inferior ou igual a 2300 quilos, altura ao primeiro eixo inferior a 1,30 metros, no entanto, terão de ter um dispositivo eletrónico.

O governo publicou em diário da República o despacho que procede ao ajustamento das classes 1 e 2 de veículos para aplicação de portagens na autoestrada a partir de janeiro do próximo ano.

Com esta alteração passam a beneficiar da tarifa de portagem da classe 1, os veículos com peso bruto inferior ou igual a 2300 quilos, altura ao primeiro eixo inferior a 1,30 metros, no entanto, terão de ter um dispositivo eletrónico. Este não é um caso inédito, o mesmo aconteceu com o regime de exceção criado em 2005, que atribuiu a classe 1 aos monovolumes. 

Recorde-se que, o ajuste das classes vinha a ser reivindicado pelo sector, nomeadamente, pelo grupo PSA, que tem uma fábrica em Mangualde e tinha referido que o investimento em Portugal poderia estar em causa caso se mantivesse o modelo de pagamento das portagens anexado à altura dos veículos.

Com o modelo atual de portagens, a nova viatura fabricada em Mangualde, por ter mais de 1,10 metros de altura, deveria ser incluída na classe 2 e agora será classe 1.