Sociedade

Associação Académica de Coimbra. Novo presidente quer criar mais residências universitárias

O responsável diz que a falta de residências universitárias e de bolsas são dois grandes motivos para que os alunos abandonem o ensino superior.

Daniel Azenha, eleito o próximo presidente da Associação Académica de Coimbra, reconheceu que algumas das medidas adotadas pelo governo surtira "algum efeito positivo no ensino superior" - como a descida do valor das proprinas -, mas admitiu que ainda "continua a haver muitos outros problemas".

Em declarações à Lusa, o responsável disse que as ações neste setor ainda estão muito direcionadas "para o pagamento da proprina", considerando que é preciso criar mais bolsas que sirvam "para pagar o alojamento, o transporte, o dia-a-dia dos estudantes". E disse ainda que é preciso criar mais residências universitárias para colmatar o "aumento brutal do preço da habitação" que acaba por impedir os alunos "de se deslocarem para outros pontos do país" porque não têm possibilidades de pagar a renda.

"Durante este mandato e ainda antes das legislativas, vamos apresentar uma visão do ensino superior para a próxima década, em todos os seus campos, mas não podemos abdicar de uma reivindicação forte", frisou.