Sociedade

Sinalizadas 26 vítimas de tráfico de seres humanos na zona de Beja

Foram ainda identificados 255 cidadãos estrangeiros em situação de exploração laboral 

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou, este domingo, que sinalizou 26 vítimas de tráfico de seres humanos, na sequência das diligências efetuadas no âmbito da operação Masline, desencadeada na zona de Beja.

O SEF revelou, num comunicado enviado à agência Lusa, que oito das 26 vítimas já foram instaladas em centros de acolhimento e proteção.

"Esta, que foi a maior operação de combate ao tráfico de seres humanos, levou à detenção de seis cidadãos estrangeiros indiciados pela prática dos crimes de tráfico de pessoas, auxílio à imigração ilegal e associação de auxílio à imigração ilegal, a quem foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva", lê-se no comunicado

Na sequência da operação do SEF na zona, foram ainda identificados 255 cidadãos estrangeiros em situação de exploração laboral. 

"Atenta a vulnerabilidade apresentada por estes cidadãos estrangeiros, o SEF articulou, desde logo, com a equipa multidisciplinar especializada daquela região, o apoio necessário em termos de alojamento e alimentação aos cidadãos identificadas durante a operação", é referido no documento.

No quadro do Plano Nacional de Ação para a Prevenção e o Combate ao Tráfico de Seres Humanos, foram estabelecidos mecanismos de cooperação com entidades municipais e sociais, na zona, para que fosse providenciada aos cidadãos identificados a satisfação das suas necessidades básicas.

No decurso das diligências do SEF, seis pessoas, de nacionalidade romena, foram detidas, na passada terça-feira, e após terem sido presentes a tribunal para primeiro interrogatório judicial, foi lhes imposta a prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa.