Desporto

Boxing Day. A fazer jus à quadra, a ronda de Natal trouxe muitas surpresas

O pódio da Liga inglesa está a ferver graças a um míssil de Ricardo Pereira (Leicester), que ditou a queda do Manchester City para o 3.º lugar na tabela. Em Itália, Cristiano Ronaldo saltou do banco para manter a invencibilidade da Juventus.

É sempre uma ronda esperada com entusiasmo e não desiludiu. Os fãs de futebol, pelo menos. É que não se pode dizer que todos tenham saído satisfeitos deste Boxing Day, a tradicional jornada pós-Natal. 

Porém, a ser feita uma escala, o Manchester City é, sem sombra de dúvidas, o emblema mais desgostoso nesta 19.ª ronda do campeonato inglês.

Os citizens defrontaram esta quarta-feira o Leicester City e confirmaram que estão a atravessar o momento menos bom desta época: depois do desaire com o Crystal Palace na jornada anterior, os comandados de Pep Guardiola somaram a sua segunda derrota consecutiva.

O City até entrou a ganhar no King Power Stadium, graças a um golo do internacional português Bernardo Silva, aos 14 minutos. Mas os foxes não demoraram a reagir: Albrighton (19’), de cabeça, repôs a igualdade e o melhor chegou já no fim do encontro por outro português. 

Titular do lado dos foxes, que conta também com o internacional português Adrien Silva, Ricardo Pereira, ex-FC Porto por quem o Leicester pagou 20 milhões de euros em julho passado, resolveu o encontro, aos 81 minutos, com um míssil à entrada da área, sem hipóteses de defesa para o ex-Benfica Ederson.

Quem beneficiou deste desaire foi o Liverpool, que goleou (4-0), em Anfield, o Newcastle – com golos de Lovren (11’), Mohamed Salah (47’), Xherdan Shaqiri (79’) e Fabinho (85’) –, e reforçou a liderança do campeonato. Mas não só. Quem também aproveitou o tropeção do atual campeão inglês no terreno do Leicester foi o Tottenham, que esmagou o Bournemouth, com uma vitória por 5-0 (com golos de Eriksen, Lucas Moura, Harry Kane e um bis de Son Heung-min), e ultrapassou os citizens no pódio.

Com estes resultados, o top-3 da Premier League está oficialmente ao rubro, com os reds de Jürgen Klopp instalados no topo, com 51 pontos, seguidos pelos spurs, com 45 pontos. Guardiola e companhia fecham o pódio com 44 pontos.
Ainda em solo inglês, destaque para o novo triunfo (3-1) do United, com um bis de Pogba, desta feita diante do Huddersfield Town. 

Depois da goleada aplicada ao Cardiff (5-1) na ronda anterior, os red devils provam que estão de boa saúde, pelo menos desde que José Mourinho abandonou o comando técnico do clube de Old Trafford.

Com o triunfo, os red devils mantém o sexto lugar, com 32 pontos. Também o Everton de Marco Silva regressou às vitórias depois de cinco jogos sem vencer. Ontem, os toffees atropelaram o Burnley ao vencerem por 5-1 e passaram a somar 27 pontos. 

Afinal CR7 não pode ter descanso Massimiliano Allegri tinha avisado que era a altura ideal para o Cristiano Ronaldo descansar. O objetivo era o internacional português estar na sua força máxima no período que se avizinha, conhecido por Liga dos Campeões, explicou. E assim foi. O craque português começou o encontro Atalanta-Juventus no banco e até viu os bianconeros adiantarem-se cedo no marcador, com um autogolo de Djimsiti, aos dois minutos. Mas o inesperado aconteceu e o conjunto da casa conseguiu alcançar a reviravolta. Zapata bisou, com golos aos minutos 26’ e 54’, o segundo apontado num momento em que a vecchia signora já estava com menos uma unidade, após expulsão de Bentancur (53’).

A aflição não deu alternativa ao técnico italiano, que depressa lançou o CR7 para dentro das quatro linhas. O capitão das Quinas só precisou de 13 minutos para assinar o golo do empate (78’) e manter intacta a invencibilidade do emblema de Turim.

Após 18 jornadas, Cristiano Ronaldo e companhia somam 50 pontos, mais 9 que o Nápoles, segundo classificado na tabela classificativa, que esta quarta-feira perdeu (1-0), em Milão, com o Inter, que contou com o internacional português João Mário a titular. 

No último suspiro do encontro (91’), Martínez fez o golo solitário da partida e garantiu os três pontos para o emblema de Milão, que fecha o pódio da Liga italiana com 36 pontos, menos cinco que o conjunto napolitano e menos 16 que a líder Juventus. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Instant impact @cristiano 💪 #AtalantaJuve #ForzaJuve #FinoAllaFine

A post shared by Juventus Football Club (@juventus) on