Sociedade

Segurança contra atos terroristas reforçada no Porto na noite da passagem de ano

Autoridades estimam que cerca de 200 mil pessoas celebrem a passagem de ano na Avenida dos Aliados

Este ano, na noite da passagem de ano, as autoridades estimam que cerca de 200 mil festejem a vinda do novo ano na avenida dos Aliados, no Porto e, para isso, serão reforçadas medidas de antiterrorismo, ainda que não exista qualquer registo de ameaça.

"Há algumas ameaças normalmente identificadas para este tipo de eventos, nomeadamente eventos que comportam grandes multidões. Elas foram identificadas. Em termos de Plano de Segurança estão previstas medidas para mitigar as ameaças. A nível global, em termos dos serviços de inteligência, não temos elementos adicionais que nos mereçam alguma preocupação adicional em relação a eventos de anos anteriores, nomeadamente a questão da ameaça terrorista", informou o superintendente-chefe da PSP do Porto, Pereira Lucas, citado pela Lusa.

De acordo com o responsável, para além de a circulação automóvel estar interdita nessa noite, serão ainda aplicadas "duas ou três" medidas de segurança adicionais: "Não irei referir quais são para não dar ideia, mas, neste momento, se analisarem o contexto no último ano a nível de atuação por parte de algumas organizações há algumas modalidades novas. Em relação a essas foram tomadas também medidas", revelou.

"Em termos de procedimento normal para todas as pessoas que vão aceder [aos Aliados] não existirão medidas de revista", acrescentou o responsável, dizendo ainda que se o dispositivo policial no terreno encontrar um "perfil de risco", vão ser automaticamente tomadas medidas que poderão passar pela contenção e revista.

A PSP indica ainda que a operação vai decorrer entre as 20h00 de segunda-feira e as 17h00 de terça-feira.

Já o encerramento de vários espaços noturnos, como como bares e rulotes, vai dar-se pelas 04h00.