Sociedade

Há mais de 500 anestesistas em falta nos hospitais públicos em Portugal

Esta realidade ficou ainda mais assinalada durante esta época de Natal na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa.

De acordo com o último Censos de Anestesiologia, divulgado em junho deste ano, há mais de 500 anestesistas em falta nos hospitais públicos do país.

O documento revela que, em 2017, faltavam 541 médicos anestesiologistas nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O Censos - que analisou 86 hospitais de Portugal – indica que há cerca de 1.280 anestesistas a trabalhar no SNS e, portanto, isto dá um rácio de 12,4 profissionais por 100 mil habitante, lê-se no documento, citado pela Lusa. 

Apesar de não ser o ideal segundo a Federação Mundial de Sociedades de Anestesiologia - que recomenda um rácio de 17,9 anestesistas por 100 mil habitantes -, ainda assim em 2014 o rácio era menor, de 12,0.

Fora do SNS, há ainda 262 anestesistas que trabalham em unidades privadas de saúde. Aqui, o rácio passa a ser de 15,1 por 100 mil habitantes.

Recorde-se que nos dias 24 e 25 de dezembro, a falta de anestesistas levou a que a Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, recebesse apenas, nesses dias, as urgências, tendo várias grávidas sido desviadas para outros hospitais.