Internacional

Mau tempo dificulta inspeção ao vulcão Anak Krakatoa

Especialistas acreditam que a acontecer um novo tsunami terá gravidade significativamente reduzida

A inspeção ao vulcão Anak Krakatoa, na Indonésia, para saber se existe a possibilidade de ocorrer um novo tsunami está a ser prejudicada pelo mau tempo que atinge a ilha.

Quer as nuvens quer as ondas altas estão a impedir os especialistas de inspecionar o vulcão. No entanto, Gegar Prasetya, especialista em tsunamis, citado pela imprensa internacional, afirmou que, segundo informação do radar de satélite que mostra um vulcão muito menor, um novo tsunami poderia ter uma gravidade significativamente reduzida, quando comparado com o de sábado passado.

O colapso do vulcão depois da erupção de sábado provocou um tsunami que fez 426 mortos e deixou 22 mil desalojados, segundo dados da agência de desastres da Indonésia. Anteriormente tinham sido anunciados 430 mortos, no entanto as autoridades explicaram que algumas das vítimas foram registadas duas vezes.

O tsunami aconteceu no Estreito de Sunda, entre as ilhas de Java e Sumatra. O deslizamento de terras provocado pelo vulcão criou ondas de dois e três metros de altura que chegaram à costa em 25 minutos.

As buscas pelas vítimas vão prolongar-se pelo mês de janeiro, tendo a agência de desastres da Indonésia decretado estado de emergência na província de Banten até dia 9 do próximo mês.