Sociedade

Liga dos Bombeiros mantém protesto suspenso

Responsável aplaudiu o aumento de 20% no salário dos bombeiros das equipas de primeira intervenção

Jaime Marta Soares revelou este sábado que a Liga dos Bombeiros Portugueses (LPB) decidiu manter o protesto de não enviar informação para os comandos distritais de operações de socorro suspenso.

No final da reunião do Conselho Nacional da Liga dos Bombeiros – que decorreu no Pombal – Marta Soares disse que as negociações com o governo acerca da lei orgânica da Proteção Civil “consolidarão tudo aquilo que são as preocupações” dos bombeiros, revelando que as principais exigências já tinham sido aceites pelo Ministério da Administração Interna: "A Direção Nacional de Bombeiros com autonomia e orçamento próprio é um facto".

Além disso, o responsável aplaudiu o aumento de 20% no salário dos bombeiros das equipas de primeira intervenção. “Falta passar da informação para o papel, mas é algo que nos satisfaz, o entendimento que o Governo teve em relação àquelas mulheres e homens, que ganhavam o salário mínimo nacional”, disse.

Contudo, ficou ainda pontos por negociar, que deverão ser falados até 31 de janeiro. Entre esses pontos, está ps incentivos aos voluntários, que, segundo avisou não será discutível.

A 25 de outubro foi aprovada uma proposta que acaba com os 18 comandos distritais de operações de socorro, passando a existir cinco comandos regionais e 23 sub-regionais.