Economia

Brisa investe 74 milhões de euros nas autoestradas

As viagens entre Lisboa e o Porto vão subir 15 cêntimos, em 2019, e o percurso entre a capital e o Algarve vai aumentar 25 cêntimos. 

A Brisa vai investir ao todo 74 milhões de euros nas autoestradas, dois quais 59 milhões de euros terão como destino a  conservação e melhoria de utilização da infraestrutura gerida pela concessionária. A empresa vai também aplicar 15 milhões para aumentar para 10 o atual número de áreas Colibri Via Verde - zona de restauração em free-flow e uma loja para paragens mais demoradas, já para clientes que optam por uma paragem rápida, oferece uma zona de vending. 

Os dados foram revelados pela empresa, ao mesmo tempo, que oficializou o aumento já esperado nas portagens para este ano, em 0,94%, tendo como referência a taxa de inflação. Feitas as conta, as viagens entre Lisboa e o Porto, via Autoestrada do Norte (A1), vão subir 15 cêntimos, em 2019, e o percurso entre a capital e o Algarve, pela Autoestrada do Sul (A2), vai aumentar 25 cêntimos. 

Já a portagem na A9 -- CREL (Circular Regional Exterior de Lisboa) irá aumentar dez cêntimos em 2019 (em 2018 o aumento tinha sido de cinco cêntimos). Na A3, que liga o Porto a Valença, o aumento será de cinco cêntimos (em 2018 foi de 20 cêntimos).

A Brisa sublinha que, "na classe 1 [que abrange os veículos ligeiros de passageiros], apenas 18 das 93 taxas de portagem (19% no total) foram atualizadas" e que, "na maioria dos percursos, o impacto dessas atualizações é mínimo".