Sociedade

Mário Machado: SOS Racismo faz queixa de TVI à ERC

SOS Racismo considera que o convite do canal é uma forma de branquear o passado criminoso de Mário Machado

DR  

São já várias as queixas recebidas pela ERC depois de Mário Machado ter sido entrevistado e convidado no programa Você na TV, da TVI esta quinta-feira, e a SOS Racismo foi uma dessas queixas. A entidade apontou o dedo à TVI e acusou o canal de branquear o passado de Mário Machado e de "estender o tapete a um dos chefes de fila da extrema-direita portuguesa, sobejamente conhecido por defender o fascismo e o racismo e a violência a eles associada", pode ler-se no texto publicado no facebook oficial da organização. 

"Precisamos de um novo Salazar" era a pergunta de partida da conversa do programa das manhãs da TVI, onde Machado defendeu a urgência de um ditador em Portugal. 

"Dar palco à ideologia fascista e racista seja em que circunstância for, não é nenhum exercício de liberdade de expressão é, antes pelo contrário, contribuir para perigar os alicerces do Estado de Direito Democrático e constituiu uma afronta aos valores de liberdade, dignidade e igualdade", explica o SOS Racismo. "Se é uma estratégia empresarial para alcançar mais audiência, ele revela-se torpe e imoral. Se for uma estratégia de identificação com a saudade do fascismo é ainda mais grave e vergonhoso e eticamente inaceitável", diz. 

A entidade afirma ainda que este assunto não se baseia na escolha entre a liberdade de expressão e censura, mas sim entre a democracia e o ódio e condena o convite da TVI. "O SOS Racismo exige às entidades responsáveis pela supervisão da comunicação social, bem como à tutela, que tomem as medidas necessárias para impedir que a comunicação social se transforme numa caixa de ressonância da ideologia racista no país", concluí.

"Mário Machado foi condenado em 1997 a uma pena de quatro anos e três meses de prisão por envolvimento na morte de Alcino Monteiro - assassinado em 1995, no Bairro Alto. Mário Machado voltou, depois disso, a ser outra vez condenado por vários crimes de violência, sequestro, posse de arma e discriminação racial.
Mário Machado liderou durante muito tempo os “Hammerskins Portugal”, um bando criminoso nazi, cujo ritual de iniciação se baseia no crime de sangue, como efetivamente esteve Mário Machado envolvido", explica o SOS Racismo.