Sociedade

Processo Vistos Gold. António Figueiredo condenado a quatro anos e sete meses com pena suspensa

Processo Vistos Gold. António Figueiredo Antigo presidente do Instituto dos Registos e do Notariado fica ainda impedido de exercer funções durante três anos 


António Figueiredo foi condenado a quatro anos e sete meses de pensa suspensa, tendo ficado ainda impedido de exercer funções durante três anos.

O antigo presidente do Instituto de Registos e Notariado, foi, esta sexta-feira, absolvido dos crimes de corrupção e recebimento indevido de vantagem no âmbito do processo Vistos Gold.

No entanto, ainda assim o tribunal considera que Figueiredo é culpado de dois crimes de corrupção: tráfico de influências e um de peculato. No que diz respeito a estes dois crimes, em causa estavam concursos para o lugar de presidente do IRN.

A decisão chega dois anos depois do início do julgamento - que arrancou a 13 de fevereiro de 2017 e contou com 73 sessões.