Sociedade

Morreu outro lince-ibérico atropelado perto de Mértola

É já o segundo animal a morrer atropelado na estrada nacional 122.

Esta quarta-feira, foi encontrado mais um lince-ibérico macho - espécie Mistral – morto na estrada nacional 122, a cerca de dez quilómetros de Mértola, no distrito de Beja.

Recorde-se que já em maio do ano passado, também um outro lince-ibérico foi atropelado no mesmo local, junto à Herdade da Cela e, por essa razão, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) considera agora que este é um ponto negro de atropelamentos para esta espécie.

Através de um comunicado, a entidade explica que esta é uma zona “onde ocorrem travessias recorrentes de animais selvagens, entre áreas de habitatnatural adjacente, e apresentando condições que propiciam o atropelamento”.

Além disso, o ICNF explica que o animal morto esta semana nasceu em 2015, no Centro de Reprodução em Cativeiro de Lince Ibérico de Zarza de Granadilla, em Espanha, e tinha sido libertado um ano depois, no concelho de Mértola, no âmbito do projecto Life para a reintrodução do lince-ibérico em Portugal e Espanha.

No total, sobe agora para quatro o número de atropelamentos de linces-ibéricos libertados no Vale do Guadiana, desde 2015.