Sociedade

Funcionários judiciais começam hoje nova greve que se prolongará até ao fim do mês

Sindicato pondera suspensão se o Ministério de Justiça assumir por escrito os compromissos

Os funcionários judiciais iniciam esta segunda-feira um novo período de greve que decorrerá até ao final do mês de janeiro, a paralisação irá ocorrer diariamente em diferentes tribunais e outros organismos do sistema judiciário de todo o país.

A ação foi convocada pelo Sindicato dos Funcionários Judiciais (SFJ), após um conjunto de greves parciais de duas horas diárias, que decorreram entre 5 de novembro e 31 de dezembro.

Sublinhe-se que os funcionários judiciais exigem a renegociação do estatuto profissional, da tabela remuneratória, das matérias relacionadas com o ingresso na carreira, das promoções e do regime de aposentação.

O presidente do SFJ, Fernando Jorge, adiantou, citado pela agência Lusa, que o período de greve, que vai decorrer até 31 de janeiro em todo o país, poderá ser suspenso, no caso de o Ministério de Justiça assumir por escrito os compromissos com os profissionais.