Sociedade

ACSS garante que dados financeiros dos hospitais serão atualizados em breve

Organismo justifica ausência de informação económico-financeira para o ano de 2018 com migração do sistema contabilístico

A Administração Central do Sistema de Saúde indicou ao SOL que os dados financeiros dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde, que não foram revelados em 2018, serão atualizados em breve no microsite do organismo onde é possível acompanhar a monitorização mensal do desempenho das unidades. 

Depois de o SOL ter noticiado este fim de semana que o despacho de transparência que torna obrigatória a divulgação desta informação não foi cumprido no ano passado, a ACSS esclareceu que a ausência de informação ficou a dever-se a um processo de migração de sistema contabilístico, uma alteração dos programas usados nos hospitais que teve lugar ao longo de 2018 e que no final da semana passada ainda não estava concluída em todas as unidades. "Durante o ano de 2018 teve lugar o processo de migração do sistema contabilístico POCMS para SNC AP, que implicou alterações nos sistemas de informação e impacto na publicação da informação", refere o organismo responsável pelo acompanhamento da gestão do SNS, indicando que os dados deverão ser publicados até ao final do mês de janeiro.

De acordo com um despacho de 2011, a ACSS está obrigada a publicar dados mensais sobre o desempenho económico-financeiro dos hospitais mas também sobre a sua produção - o balanço dos cuidados prestados à população. À data de hoje estão publicados indicadores sobre desempenho assistencial até ao mês de setembro, informação que a ACSS prevê também em breve atualizar com dados de outubro e novembro. 

No campo financeiro, os dados publicados mensalmente permitiriam acompanhar a evolução da despesa dos hospitais, por exemplo no capítulo dos recursos humanos, mas também a evolução das dívidas das unidades ou do recurso a empresas de prestação de serviços médicos. No campo do desempenho assistencial é possível analisar a evolução do número de consultas e cirurgias nos hospitais, áreas que até setembro se mantiveram relativamente estáveis face ao ano anterior. Entre janeiro e setembro foram feitas 9.083.781 consultas nos hospitais do SNS, mais 4000 face a 2017. No mesmo período foram realizadas 431.545 cirurgias, menos 865 do que no período homologo do ano anterior. A informação referente ao mês de novembro deverá permitir avaliar o impacto da greve cirúrgica dos enfermeiros.