Economia

Taxa de desemprego: Previsões para novembro apontam para mínimos de 2002

Em outubro, a taxa tinha registado o mesmo valor: 6,6%

Desde setembro que a taxa de desemprego era tão baixa. Em outubro de 2018, a taxa de desemprego fixou-se nos 6,6%, o mesmo valor quem no mês anterior. O Instituto Nacional de Estatística (INE) estima que o valor se tenha mantido em novembro. 

O valor do antepenúltimo mês do ano representa uma revisão em baixa de 0,1% face à estimativa provisória apresentada em setembro. "Comparando com o mês precedente, a população desempregada aumentou 0,4% (mais 1,4 mil pessoas) e a população empregada aumentou 0,1% (mais 5,3 mil pessoas) ", explica o INE.

Em novembro, a população desemprega manteve-se praticamente inalterada face a outubro. A estimativa aponta para que, no país, 343,0 mil pessoas estivessem desempregadas. Neste mês, a "estimativa provisória da taxa de desemprego foi de 6,6%, mantendo-se inalterada em relação ao mês anterior e tendo diminuído 0,3 p.p. relativamente a agosto de 2018 e 1,5 p.p. em comparação com novembro de 2017", pode ler-se no estudo do INE. 

Em 2018, a população desempregada mostrava um total de mais de 342 mil pessoas, um aumento face a setembro de 0,4%. A taxa de desemprego foi de 6,6%.

"As taxas de desemprego dos jovens e dos adultos foram estimadas em 19,4% e 5,6%, respetivamente. Em relação ao mês precedente, a primeira diminuiu 1,4 p.p., enquanto a segunda aumentou 0,1 p.p", refere o instituto.

Quanto ao crescimento da população empregada, as estimativas para novembro, apontam para uma evolução em cerca de 7,3 mil pessoas, o que corresponde a uma evolução de 0,2%. No final deste mês ter-se-á fixado em 4 829,4 mil pessoas, "A taxa de emprego situou-se em 62,2%, tendo aumentado 0,1 pontos percentuais (p.p.) em relação ao mês anterior, 0,3 p.p. relativamente a três meses antes e 1,1 p.p. por comparação com o período homólogo de 2017", escreve o INE. 

Já os dados de 2018 espelham que "a população empregada foi estimada em 4 822,1 mil pessoas, tendo aumentado 0,1% (5,3 mil) em relação ao mês anterior (setembro de 2018) ".

No que diz respeito à população ativa, prevê-se que em novembro, tenha aumentado 0,2% face às "5 164,5 mil pessoas" registadas em outubro, o que diz respeito a um total de 5 172,4 mil pessoas.

Resultados que mostram que a taxa de atividade foi de 66,6%, um aumento de 0,1% face ao período anterior.

"Em outubro de 2018, a população ativa registou um acréscimo mensal de 6,8 mil pessoas, devido ao aumento, tanto da população desempregada (1,4 mil), como da população empregada (5,3 mil) (...) Em relação a outubro de 2017, o decréscimo da população ativa (1,4 mil) resultou do decréscimo da população desempregada (92,7 mil) ter sido superior ao aumento da população empregada (91,4 mil)", explica o INE.