Sociedade

Albano Morais Pinto é o novo diretor do DCIAP

Novo responsável pelo DCIAP sucede a Amadeu Guerra

Albano Morais Pinto foi nomeado o novo diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

O novo responsável tem, por exemplo, em mãos um dos processos mais mediáticos de sempre, a Operação Marquês, e sucede agora a Amadeu Guerra.

O procurador-geral-adjunto era o nome preferido de Lucília Gago e, esta quinta-feira, o seu nome foi aprovado por unanimidade.

Através de um comunicado enviado à imprensa, é referido que o mais recente nomeado diretor do DCIAP nasceu em 1955, em Coimbra, tendo-se licenciado em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

Mais tarde, em 1982, ingressou no Ministério Público.

“Em 2014, foi promovido a Procurador-Geral Adjunto. Entre setembro de 2002 e agosto de 2004 exerceu o cargo de Diretor Nacional Adjunto (da Direção Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira) da Polícia Judiciária.”, lê-se na mesma nota.