Politica

Já há assinaturas suficientes para desafiar Rio e Montenegro vai avançar

Oposição interna a Rui Rio já conseguiram reunir as assinaturas necessárias para convocar conselho nacional extraordinário. Montenegro avança nos proximos dias

Os críticos de Rui Rio já conseguiram as assinaturas suficientes para obrigar à convocação de um Conselho Nacional extraordinário com vista à destituição da atual direção, avança o Expresso. O mesmo jornal noticia ainda que Luís Montenegro vai anunciar brevemente uma candidatura à liderança do PSD.

O ex-líder parlamentar anunciou ontem que "em breve" fará uma declaração sobre o estado e o futuro do partido. E, segundo o Expresso, será nessa declaração que se manifestará disponível para substituir Rui Rio.

Agora, a questão é saber se Rio aceitará o desafio e marcará diretas ou se será necessário forçar esse processo.

A contestação à atual direção do PSD cresceu nas últimas semanas e Luís Montenegro estava a ser altamente pressionado a avançar contra Rio Rio. Os críticos consideram que o estado a que chegou o PSD obriga a mudar de estratégia e a antecipar calendários. 

Por isso, na sexta-feira, reuniram-se, em Lisboa, alguns dirigentes de distritais. O i apurou que Pedro Pinto, presidente da distrital de Lisboa, Bruno Vitorino, de Setúbal, Pedro Alves, de Viseu, Maurício Marques, de Coimbra, estão entre os defensores de um congresso extraordinário. Não deverão, porém, avançar sem a garantia de que há uma alternativa forte à atual liderança. 

Montenegro não abre o jogo, mas prometeu ontem que, em breve, vai falar sobre “o estado” do partido. “Falarei mesmo sobre o futuro do PSD, porque entendo que este estado de coisas tem de acabar e isto tem de mudar”, disse Luís Montenegro, na TSF, garantindo que “o PSD assim não se vai conseguir afirmar”.