Politica

Costa garante que solução "não é sair nem estar de joelhos"

Líder do PS promete defender Portugal nas próximas Europeias

António Costa discursou este sábado na sessão de encerramento da primeira de sete convenções regionais que o Partido Socialista vai desenvolver por todo o país com o tema "Portugal é Europa. Que Europa no Futuro do Nosso País". O objetivo é promover a campanha do PS para as Eleições Europeias que está à porta. 

O líder socialista defendeu que a estratégia "não é sair, nem estar de joelhos na Europa". Pelo contrário, Costa garante defender o país "no seio da União Europeia".

Para Costa, "é fundamental dar força ao PS na Europa". "Em primeiro lugar, se é necessário defender a Europa é preciso dar força àquele partido que em Portugal é desde sempre o partido mais europeísta, o partido mais defensor do projeto europeu", garantiu. 

Além do projeto europeu, Costa fez questão de lembrar as grandes conquistas do atual Governo: "Foi possível devolver os salários que estavam cortados, foi possível devolver as pensões que tinham sido cortadas, foi possível voltar a investir no Serviço Nacional de Saúde, na Educação, foi possível reduzir os impostos sobre o trabalho". E fez também questão de relembrar que o Governo foi capaz de fazer tudo isso ao mesmo tempo que conseguiu "ter o défice mais baixo da nossa democracia" e ter sido capaz de reduzir a dívida pública. 

Na Pousada do Alqueva, distrito de Beja, António Costa deu uma lista, relativamente grande, de boas opções tomadas pelo PS e reafirmou constantemente que o objetivo do partido nas próximas Europeias será "defender a integração de Portugal".