Internacional

Cobrar 25 euros por um gelado afinal saiu caro. Gelataria teve de pagar dois mil euros

Um turista estranhou mas pagou 25 euros por uma bola de gelado em Florença. Guia turístico chamou a polícia e estabelecimento acabou a receber multa exemplar

Pediu o gelado mais pequeno, mas na hora de pagar a conta ninguém diria que tinha comido apenas um cone com uma bola, foi o que aconteceu a um turista de Taiwan em Florença, Itália.

Vinte e cinco euros por um gelado espantaram o turista, mas acabou por pagar o preço pedido. Pouco depois inconformado queixou-se ao guia italiano que o acompanhava na sua visita a Florença.

O guia decidiu voltar à gelataria e exigir a lista de preços do espaço, o que lhe foi negado. Chamou a polícia municipal que veio a comprovar que o preçário estava atrás do balcão e não à vista dos clientes, como manda a lei.

Questionados sobre o preço elevado, os responsáveis da gelataria justificaram o valor com a "alta qualidade" do produto, citou a Europa Press. Mas de nada valeu a explicação, pois o estabelecimento recebeu uma exemplar multa de dois mil euros por custo abusivo.

Elio Corvino, um agente das autoridades italianas, citado pelo La Repubblica, afirmou que a situação "é muito comum e dá uma má imagem por todo o mundo, já que os turistas são as principais vítimas".

Este é só mais um dos casos de aumento abusivo dos preços quando os clientes são turistas, o problema é frequente em vários países, incluindo Portugal.