Internacional

Primeiro plano para resgatar criança do poço falhou e autoridades mudam de estratégia

Estratégias iniciais revelaram ser demasiado lentas

A escavação de um túnel lateral na horizontal, aproveitando a inclinação do terreno, traz novas esperanças ao resgate da criança de dois anos que caiu num poço com mais de 100 metros de profundidade e 25 centímetros de largura, este domingo, em Málaga, Espanha.

A primeira opção escolhida para as manobras de resgate da criança foi a extração de terra, tendo chegado ao local, na segunda-feira, um camião-bomba para o efeito, mas o plano posto em prática durante todo o dia de ontem revelou ser demasiado lento para uma operação em que todos os minutos contam.

Esta manhã, a abordagem já era outra. A estratégia passa agora por escavar um túnel lateral, aproveitando um declive natural do terreno.

Este segundo buraco deverá encontrar-se com o primeiro a 80 metros de profundidade, no local onde as autoridades acreditam que o menino está, segundo o jornal de Málaga Sur.