LifeStyle

Se dorme menos de seis horas, está a correr graves riscos de saúde

Estudo faz novas revelações sobre o impacto de uma noite mal dormida na saúde

Dormir poucas horas e mal traz vários riscos à saúde...mas isso não é novidade. Agora, de acordo com um estudo recentemente realizado, as noites mal dormidas fazem aparecer placas de artérias que dão origem a doenças cardiovasculares.

O estudo foi publicado na revista cientifica do American College of Cardiology e é o primeiro estudo que mostra que, de facto, o tempo de sono está associado à aterosclerose - espessamento interno das veias devido à formação de placas - em todo o corpo", explicou o coordenador do estudo, José Ordovás, da Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, citado pela CNN.

Ao todo, foram avaliadas quatro mil pessoas em Espanha com uma média de idades de 46 anos e sem qualquer historial de doenças cardiovasculares na família. Estas pessoas foram seguidas durante uma semana e utilizaram um dispositivo que registava a qualidade do sono, medindo assim o número total de horas dormidas por noite, o número de vezes que acordavam e ainda as mudanças entre as várias fases do sono.

Depois disto, e com base nos dados obtidos, foram divididos em quatro grupos (com base na duração do período de sono): menos de seis horas; entre seis a sete horas; entre sete a oito horas; mais de oito horas. Além disso, todos os participantes realizaram ecografias ao coração e tomografias (no início e no fim do estudo).

A conclusão do estudo foi de que as pessoas que dormiam menos de seis horas por noite tinham mais 27% de risco de desenvolver aterosclerose nas veias, em comparação com os que dormiam cerca de oito horas por noite, que é o indicado pela ciência. 

O novo estudo mostra mais objetivamente as consequências de noites mal dormidas, mas recorde-se que além deste problema, a falta de sono contribui também para a tensão alta, enfraquece o sistema imunitário e contribui para a obesidade e diabetes.