Sociedade

Casa de D. Duarte em Sintra afinal não está à venda

Descrição da casa referia que era a residência oficial dos duques de Bragança, mas informação era falsa

Um anúncio imobiliário online apresentava para venda uma moradia T10 em Sintra por oito milhões de euros, e na descrição da casa podia ler-se que se tratava da residência oficial de D. Duarte Pio.

A moradia era apontada pela imobiliária Resposta Convergente como "a atual morada de D. Duarte Pio", uma casa com uma área total de 900 metros quadrados e todas as mordomias, o anúncio sublinhava ainda que a casa tinha merecido no passado a preferência "até dos Reis de Espanha", lia-se na descrição do imóvel, citada pelo Correio da Manhã.

Questionada sobre a venda da casa dos duques de Bragança, Isabel de Herédia, a mulher de D. Duarte, confessou-se surpreendida com o anúncio e explicou que aquela casa não era a sua.

"Posso dizer que a nossa casa de Sintra não está à venda. Essa não é a nossa casa, é um erro", afirmou, acrescentando que não sabe que medidas é que a família irá tomar. "Teremos de avaliar".

Contactada a imobiliária responsável pela angariação do imóvel que atribuiu a responsabilidade da informação que constava no anúncio ao agente que angariou a casa.

"Quem tinha essa informação foi a pessoa que angariou a casa, que entretanto já não trabalha aqui. Portanto, não sabemos responder a esta questão", afirmaram ao Correio da Manhã.

Pouco depois, a informação de que a casa era a residência oficial de D. Duarte foi eliminada do site. A quinta em causa, que em comum com a verdadeira residência dos Bragança só tem a proximidade, chama-se Quinta Nova de S. Pedro, data de 1963 e terá pertencido a Imelda Marcos, a mulher dos três mil pares de sapatos que era casada com o antigo presidente filipino Ferdinand Marcos.