Internacional

Último plano também falhou. Autoridades anunciam novo furo para resgatar Julen

Prazo de 48 horas que autoridades apontaram para chegar ao menino termina esta tarde

A estratégia para resgatar o menino de dois anos que caiu no domingo num poço em Málaga, Espanha, voltou a mudar.

As autoridades espanholas anunciaram, esta manhã, a abertura de um novo furo para resgatar Julen, pois a escavação do buraco lateral na horizontal encontrou várias dificuldades, como deslizamentos de terra ocorridos durante a noite.

"Parece a solução que tem mais possibilidades", explicou Juan López Escobar, da Ordem dos Engenheiros do Sul, em Espanha, ressalvando, no entanto, que os trabalhos do túnel horizontal não serão abandonados na totalidade.

A escavação do furo na horizontal deparou com vários problemas, como deslizamentos de terra ocorridos durante a noite, levaram as autoridades a concentrar esforços na abertura de um buraco vertical, paralelo àquele onde caiu Julen, que tem mais de 100 metros de profundidade e 25 centímetros de diâmetro.

O engenheiro, questionado pela imprensa espanhola sobre quanto tempo demoraria esta nova empreitada, recusou fazer uma previsão. "Falar de tempos é impossível".

Recorde-se as 48 horas que as autoridades apontaram como período máximo para o resgate de Julen terminam esta tarde, sendo que estão a decorrer trabalhos de preparação do terreno para o novo furo. Ou seja serão ainda necessários pelo menos dois dias para saber se este novo plano cumpre o objetivo de chegar ao menino.