Sociedade

"A luta vai continuar", garantem bombeiros em protesto

Vários bombeiros municipais e sapadores estão, esta quinta-feira, em protesto junto à presidência do Conselho de Ministros

 

Depois de várias horas junto à presidência do Conselho de Ministros, onde o Governo esteve reunido, Cristina Torres, do Sindicato Nacional Trabalhadores Administração Local (STAL), esteve reunida com dois elementos do Conselho de Ministros, onde disse ter exposto as razões para esta manifestação: "Expusémos as nossas razões, conversámos bastante com aqueles dois elementos, que manifestaram compreender as nossaas razões, e garantiram-nos que iriam fazer chegar, ainda hoje, ao senhor primeiro-ministro, aquilo que expusémos e a nossa resolução. Aguardemos.", disse a sindicalista a todos os manifestantes que ali se encontravam. 

"Claramente que não vamos parar de lutar enquanto ou não suspenderem isto, ou enquanto não iniciarem negociações sérias com base naquilo que são as propostas dos dois sindicatos, e que iremos presseguir, a lutar, se for preciso, para o senhor primeiro-ministro, se for preciso para a Assembleia da República e, se necessário, para o Presidente da República.", afirmou Cristina Torres.

"A luta vai continuar", garantiu ainda a responsável. 

Recorde-se que em causa está a proposta de regulamentação do bombeiro profissional, que não agrada às corporações. Para os bombeiros, a proposta do Governo "significa uma desvalorização enorme na carreira, não respeita a importância destes profissionais".

Segundo apurou o SOL no local, estão reunidos cerca de 200 bombeiros em manifestação.