Politica

Hugo Soares lamenta “triste espetáculo” de Rui Rio

O deputado social-democrata lamentou também “a teimosia inusitada” de Rui Rio

DR  

O deputado do PSD Hugo Soares, apoiante da pretensa candidatura de Luís Montenegro à presidência do partido, lamentou “o triste espetáculo” de Rui Rio, sobre o tempo levado a decidir pelo voto secreto quanto à moção de confiança.

“Como sabem, durante a semana, apelei ao presidente do partido para que se optasse pelo voto secreto, mas foi preciso chegar ao fim do Conselho Nacional Extraordinário, para, embora discordando, repito-vos, embora discordando, finalmente o presidente do partido tenha aconselhado o voto secreto”, afirmou o antigo líder parlamentar do PSD, no Porto.

“O Conselho de Jurisdição teve de abandonar a sala, porque o presidente da mesa [Paulo Mota Pinto], lamentavelmente não aceitou a decisão do Conselho de Jurisdição e não deu a palavra ao Conselho de Jurisdição”, disse Hugo Soares aos jornalistas.

“Também como sabem, eu tinha pedido um parecer ao Conselho de Jurisdição Nacional do Partido, que dizia taxativamente que em face dos regulamentos, a votação teria de ser secreta, mas apesar deste triste espetáculo, enalteço a posição do presidente do Partido, só foi pena ser preciso toda uma noite para que isto finalmente tivesse acontecido, isto é absolutamente inacreditável”, acrescentou Hugo Soares.

O deputado social-democrata lamentou também “a teimosia inusitada” de Rui Rio, que considerou como sendo de “uma postura inaceitável” quanto ao método de votação, o que afirmou, “valeu a pena ter chegado até aqui, independentemente da decisão que sair deste Conselho Nacional” quanto à moção de confiança a Rui Rio.

Segundo Hugo Soares, “houve um grupo numeroso de militantes que tiveram a coragem de dizer ao presidente do Partido que este não era o caminho, de espicaçar o Partido, que estava adormecido, hoje está mais vivo e amanhã o PSD estará mais forte para disputar as eleições com o Partido Socialista”.