LifeStyle

🎶 'Do do do do do' 🎶 . Como surgiu o fenómeno 'Baby Shark'? | VÍDEOS

Tem mais de dois mil milhões de visualizações no YouTube

No autocarro, no trabalho, em casa, no meio da rua… Há sempre alguém que não resiste e começa a cantar baixinho: “Baby Shark doo doo doo doo doo doo…”. Quem é que ainda não está viciado? É certo que a música fica na cabeça, mas o que faz com que uma canção infantil chegue à 32ª posição da tabela de músicas mais vendidas nos EUA e às mais de 2.2 mil milhões (sim, leu bem) visualizações no YouTube?

A criação não é deste ano: a música foi publicada em junho de 2016. No entanto, nos últimos meses ganhou uma projeção internacional que fez com que se tornasse um fenómeno em centenas de países.

Para quem ainda não viu, a música ‘Baby Shark’ tem cerca de dois minutos e é dos fenómenos mais viciantes dos últimos tempos. O vídeo, criado pela produtora sul-coreana Pinkfong, conta a história de uma família de tubarões e tem uma coreografia muito simples, feita por duas crianças, e uma música muito animada, que fica na cabeça de qualquer um.

Quando surgiu, a música foi interpretada por várias bandas pop sul-coreanas, o que fez com que a canção ganhasse algum impacto nacional.

Bin Jeong, CEO da Pinkfong, disse à CNN que os responsáveis da empresa “perceberam imediatamente que o Baby Shark ia ser especial”. Por isso mesmo, Jeong fez de tudo para apostar na música: “Apostámos mais no marketing desta música, mas não foi por causa disso que se tornou viral. Para ser sincero, independentemente daquilo que fizemos, aqueles que fizeram com que isto se tornasse viral, fizeram-no sozinhos”.

A empresa explicou que o objetivo da criação da música foi aproveitar uma melodia já existente e desenvolver uma canção com um ritmo mais alegre, assim como com uma letra fácil de decorar para os mais novos, o que resultou muito bem.

E a ‘viralidade’ começou em 2017, com o #BabySharkChallenge. Muitas escolas, centros de explicação e famílias participaram neste desafio e publicaram as imitações dos vídeos nas redes sociais. A partir daí, celebridades como Ellen DeGeneres divulgaram o vídeo, o que ajudou a que ganhasse fama internacional.

Uma curiosidade: a música não foi criada pela Pinkfong. A versão original é alemã e surgiu em 2007 no YouTube, com o nome Kleiner Hai. A música nada tem a ver com a cantiga infantil…