Sociedade

Polícia foi apedrejado na boca durante confrontos no bairro da Jamaica no Seixal

Agente da PSP teve de receber assistência no Hospital Garcia da Orta, em Almada.

DR  

No último domingo, a polícia, uma equipa de intervenção rápida da PSP de Setúbal, foi chamada a intervir no bairro da Jamaica, no Seixal, devido a “uma desordem entre duas mulheres”.

Quando os agentes lá chegaram, segundo a PSP, um grupo de homens começou a atirar pedras, tendo começado os confrontos entre civis e polícias.

Um dos agentes que ficou ferido foi atingindo por uma pedra na boca e teve de receber assistência no Hospital Garcia da Orta, em Almada.

Segundo o Correio da Manhã, que cita fonte da PSP, o agente já teve alta e o agressor foi detido. O mesmo jornal escreve ainda que foram dois os agentes que ficaram com ferimentos na sequência da intervenção e um civil.

A TVI 24 adianta que o agressor detido já saiu em liberdade.

Recorde-se que a intervenção da PSP vai ser alvo de uma queixa feita ao Ministério Público pela associação SOS Racismo. A associação afirmou, através de um comunicado que ver o caso esclarecido e as responsabilidades apuradas, sendo que considera as agressões como "absolutamente injustificáveis e inaceitáveis".Pouco depois da intervenção, foi divulgado nas redes sociais, um vídeo amador, no qual é possível ver-se moradores do bairro a serem agredidos por polícias.

Na sequência da divulgação do vídeo e de relatos de uso excessivo de força por parte dos agentes, a Direção Nacional da PSP informou que abriu um inquérito para "averiguação interna" sobre a "intervenção policial, e todas as circunstâncias que a rodearam".