Sociedade

Cinco mil crianças são internadas com bronquiolites agudas todos os anos

As regiões Norte e Centro são as registam maiores taxas de hospitalização por bronquiolite aguda

O número de internamentos de crianças com bronquiolites agudas aumenta 1,6% por ano e é já a causa de 20% das hospitalizações de bebés com menos de dois anos, conclui estudo.

Segundo as conclusões do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), as regiões do Norte e Centro do país são as que registam taxas de hospitalização mais altas. Na zona Centro, 27 em cada mil crianças com menos de dois anos foi internada com bronquiolite aguda, enquanto no Norte o número desce para 26 em cada mil. Por outro lado o Algarve aparece com a taxa mais baixa registando 19 em cada mil crianças hospitalizadas.

Existem vários fatores que podem explicar a discrepância entre as taxas de internamento nas diferentes regiões: desde o estatuto socioeconómico até às variações de temperatura. “São as regiões mais a norte que registam uma maior percentagem de casos. Isto pode estar associado a questões climatéricas, que ditam que essas regiões vivam Invernos mais severos, com quedas mais abruptas de temperatura”, explica Alexandre Silva, primeiro autor do estudo.

Cerca de 20% das admissões hospitalares de crianças com menos de dois anos têm como motivo bronquiolite aguda, “um resultado que evidencia a importância desta doença na população pediátrica”, justifica Manuel Gonçalves-Pinho, médico e investigador.

“O estudo permitiu ainda observar uma tendência de crescimento das hospitalizações provocadas por esta doença. Essa tendência é mais acentuada nas crianças mais pequenas, nomeadamente nos bebés com menos de 3 meses de idade, crescendo 3,8% ao ano, contra uma taxa de 1,6% de crescimento nas crianças até aos dois anos”, afirmam os investigadores.

O CINTESIS analisou registos de internamentos de crianças com menos de dois anos de idade em todos os hospitais públicos de Portugal continental, entre 2000 e 2015. Ao todo foram registadas 80.491 admissões por bronquiolite aguda, numa média de cinco mil internamentos por ano. Os rapazes são os que mais frequentemente são hospitalizados com 59,7% dos internamentos registados, enquanto as raparigas registam 40,3%.

Os custos do tratamento da bronquiolite aguda rondam uma média de 900 euros por internamento, perfazendo uma média anual de 7 milhões de euros, acrescenta o estudo.