Desporto

Carlos Xistra é o árbitro do jogo entre FC Porto e Benfica

FC Porto e Benfica decidem esta noite o primeiro finalista da edição 2018/19 da prova mais jovem do calendário futebolístico nacional. Nos confrontos anteriores, as águias levaram sempre a melhor.

Hoje entram em campo dragões e águias, numa reedição das meias-finais das épocas 2011/12 e 2013/14, numa partida que vai ser arbitrada por Carlos Xistra.

Em ambos os casos foi oBenfica a levar a melhor, numa prova onde tem demonstrado uma superioridade evidente (sete troféus conquistados). A 20 de março de 2012, na Luz, os encarnados venceram por 3-2, com golos de Maxi Pereira (hoje dragão), Nolito e Cardozo – Lucho González e Mangala marcaram para os azuis-e-brancos, então treinados por Vítor Pereira. Na final, o Benfica, ainda orientado por Jorge Jesus, viria a bater o Gil Vicente (2-1, golos de Rodrigo e Saviola).

Dois anos depois, o embate deu-se no Dragão. Apesar de ter apresentado um conjunto com várias segundas linhas (a partida disputou-se no meio da eliminatória das meias-finais da Liga Europa, com a Juventus), e reduzido a dez desde os 32 minutos por expulsão de Steven Vitória, o Benfica aguentou o nulo até ao fim do tempo regulamentar frente a um FC Porto na máxima força e orientado por Luís Castro, e foi mais feliz (ou competente) nos penáltis, voltando a carimbar a passagem à final da prova. Viria a vencer novamente, aí por 2-0 sobre o Rio Ave de Nuno Espírito Santo (golos de Rodrigo e Luisão).