Sociedade

Laranjas importadas de África do Sul têm mais de 50 substâncias proibidas pela UE

A laranja importada da África do Sul está disponível na maior partes dos hipermercados portugueses

São mais de 50 as substâncias ativas de produtos fitofarmacêuticos - produtos químicos utilizados para combater e evitar pragas e doenças agrícolas - proibidas na União Europeia que se encontram nas laranjas importadas da África do Sul.

De acordo com a notícia avançada pelo jornal ‘La Vanguardia’, esta terça-feira, e que cita o estudo realizado pela 'Unió de Llauradors', entre as substâncias ativas encontradas nas laranjas estão vários produtos químicos utilizados para combater pragas que podem ser perigosos para o corpo humano.

Uma das substâncias é o 'paraquat', um herbicida que pode ser extremamente perigoso para o coração, rins e intestinos.

A laranja importada da África do Sul está disponível na maior partes dos hipermercados portugueses.