Vida

Dolce&Gabbana. Modelo chinesa pede desculpa por participar em campanha polémica da marca de luxo

O anúncio onde surge a modelo foi fortemente criticado pela China por ser racista

A modelo chinesa que participou na campanha polémica da Dolce & Gabbana, Zuo Ye, pediu, esta quarta-feira desculpa por ter participado no anúncio da marca de luxo italiana, que foi fortemente criticado na china e apelidado de racista.

A modelo surge na campanha publicitária a tentar comer pizza ou cannoli com pauzinhos, e essas imagens não agradaram a China.

Na sua conta oficial da rede social Weibo, Zuo Ye deixou um pedido de desculpas: “Vou crescer com esta experiência e vou mostrar melhor o caráter de um cidadão chinês”, escreveu a modelo.

A campanha já levou ao cancelamento de um desfile da marca italiana em Xangai, em novembro do ano passado.

A imprensa estatal da China considerou que o anúncio era racista e baseado em estereótipos que já estão, há muito, ultrapassados.

Além da modelo, também os cofundadores da marca, Domenico Dolce e Stefano Gabbana pediram desculpas publicamente, depois de vários retalhistas terem retirado os produtos da marca das suas lojas.

A marca chegou mesmo a emitir um comunicado, onde pede desculpa: “Pedimos muita desculpa por qualquer ofensa devido a estas mensagens não autorizadas. Nós respeitamos a China e o povo chinês”, referiu a Dolce & Gabbana.