Politica

Rui Rio afasta assessora do PSD que ‘apoiou’ Montenegro

Negrão justifica afastamento com falta de confiança política

O líder da bancada parlamentar do PSD, Fernando Negrão, comunicou, esta terça-feira, a exoneração de Ana Cristina Gaspar, que estava na assessoria do grupo parlamentar há dez anos.

Na origem da exoneração estará a disponibilidade da assessora para ajudar Luís Montenegro na sua comunicação, quando o social-democrata decidiu desafiar o presidente do partido, a convocar eleições diretas, sendo que Rui Rio optou antes pela votação de uma moção de confiança em Concelho Nacional. Moção essa que foi aprovada.

O afastamento de Ana Cristina Gaspar foi avançado pelo jornal i, que apurou que o ambiente interno no PSD nunca mais foi o mesmo após a ‘vitória’ de Rui Rio no Conselho Nacional da semana passada.

Questionado pelo mesmo jornal, Fernando Negrão justificou a saída de Ana Cristina Gaspar, dizendo que a confiança política ficou em causa. “A exoneração tem a ver com motivos de natureza interna, os gabinetes dos grupos parlamentares são constituídos por pessoas que não têm vínculos de trabalho normais e há uma relação de confiança política. E foi-nos comunicado na altura pela própria que iria apoiar, na contenda interna, a parte contrária, e aí colocou-se a questão das consequências disso”.

Para o líder parlamentar, só havia duas soluções neste caso: “Ou Ana Cristina Gaspar assinava um papel para sair ou seria exonerada”.

Negrão fez ainda questão de sublinhar: “Qualquer direção de grupo parlamentar tem de trabalhar na base de uma muito estreita confiança política”.