Sociedade

PSP promete punir agentes que façam comentários racistas

Polícia já denunciou páginas com posts xenófobos escritos por agentes

A PSP garantiu que vai abrir processos disciplinares, que depois serão comunicados ao Ministério Público, aos agentes que escrevam comentários racistas ou incitadores de ódio.

A garantia dada pela PSP surge na sequência do levantamento, feito pelo Polígrafo, de vários comentários pejorativos, insultos e até ameaças dirigidos ao assessor do Bloco de Esquerda Mamadou Ba e à deputada bloquista Joana Mortágua, e publicados em páginas de Facebook seguidas e alimentadas por membros das forças de autoridade.

"A PSP promoverá as ações de natureza disciplinar e de comunicação ao Ministério Público, dos comportamentos que sejam comprovadamente praticados pelos seus elementos e que sejam violadores da Lei e dos normativos da PSP", garantiu fonte oficial da PSP à Sábado.

Questionada pela mesma revista, a PSP revelou também que "já denunciou oficialmente estas páginas - através da pagina oficial da PSP – à administração do Facebook, classificando-as de 'incitadoras ao ódio/violência' e sugerindo que devem ser "banidas da rede".

Aquela força de autoridade fez ainda questão de frisar que "a PSP pugna pelo respeito de todos os cidadãos e pela garantia dos direitos, liberdades e garantias de todos os cidadãos de igual modo, não pactuando com comportamentos violadores da lei, de natureza racista, ou de  discurso de ódio e incitadores à violência, comportamentos que não são compatíveis com a função policial".