Economia

Portugal é dos países em que o PIB mais sente o peso das prestações sociais

22,6% do PIB é um valor acima dos restantes 24 países da OCDE

No último ano, em Portugal, 22,6% do PIB resultou da despesa pública associada a prestações sociais, como pensões de velhice. Um resultado que coloca o país em 12.º lugar do ranking da OCDE. 

De acordo com os resultados da organização, Portugal está em 12.º lugar, comum resultado acima 20% mais alto da média dos 36 países da organização. Apenas Grécia, com 16,9% do PIB, Itália com 16,2% e França com 13,9 ultrapassam Portugal que não está, ainda assim, na lista dos que mais dinheiro dedica a este tipo de apoios.

A OCDE explicou ainda que “A recuperação económica levou a uma queda da despesa com as prestações de desemprego a caírem de 1% do PIB em média em 2010 para 0,7% do PIB, em 2015, com as quedas mais acentuadas na Bélgica, Alemanha, Islândia, Irlanda, Espanha e Estados Unidos”