Politica

Rio só condena atuação da PSP “se for inequívoco que houve excesso” no Bairro da Jamaica

“Eu, por norma, procuro estar sempre do lado das forças de segurança, merecem-me todo o respeito e apoio”

Rui Rio não se segue pelo “politicamente correto” e garante que só condena a atuação da PSP se for “inequívoco que houve qualquer excesso”.

"Sempre que há desacatos e que a polícia tem que intervir, é politicamente correto começar a responsabilizar a Polícia de Segurança Pública (PSP) e as forças de segurança, mas eu só responsabilizo as forças de segurança se for inequívoco que houve qualquer excesso", disse o líder do PSD aos jornalistas.

Para tal é preciso “aguardar o resultado” do inquérito instaurado ao episódio do passado domingo. “Eu, por norma, procuro estar sempre do lado das forças de segurança, merecem-me todo o respeito e apoio”, reforçou o ex-autarca.

"Se, por acaso, há algum exagero, haverá um inquérito e, se houve exagero, logo se vê", rematou.