Sociedade

Mais de 11.100 vítimas de violência doméstica procuraram ajuda em 2017

A secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade considera o número “muito significativo”

DR  

Rosa Monteiro, secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, revelou esta quinta-feira que foram atendidas mais de 11.100 mulheres na rede nacional de apoio às vítimas de violência doméstica durante o ano de 2017.

O número avançado pela governante é “muito significativo”. “Estas mulheres procuram ajuda nos gabinetes de apoio às vítimas de violência doméstica, nomeadamente nas respostas de atendimento, que são a primeira linha de informação perante estes casos”, explicou ainda Rosa Monteiro.

"Temos estado a fazer um trabalho em que o principal objetivo é cobrir a maior área do território nacional com estas medidas, para que regiões do interior tenham, igualmente, este tipo de respostas e atendimento. Por vezes, as mulheres têm mais dificuldade em recorrer a centros urbanos de maior dimensão, onde estes serviços de apoios às vítimas de violência doméstica foram primeiramente criados", disse a governante em Torre de Moncorvo, distrito de Bragança.

Das 11.100 atendidas, 850 mulheres foram encaminhadas para casas de abrigo, o último recurso das entidades que atendimento.

Rosa Monteiro participou esta quinta-feira na inauguração do Núcleo Intermunicipal especializado em Vítimas de Violência Doméstica e de Género.