Sociedade

Instrutor de surf acusado de homicídio de colega

Segundo a acusação, arguido esfaqueou vítima no peito

Um instrutor de surf foi acusado pelo Ministério Público (MP) do homicídio de um colega de trabalho. O crime ocorreu no ano passado, numa praia na Lourinhã, Lisboa.

Segundo a acusação do MP, a que a Lusa teve acesso, o suspeito e a vítima combinaram encontrar-se junto à praia no passado dia 10 de julho de 2018. Ao chegarem ao estacionamento da praia, o arguido saiu do seu carro com uma faca na mão e foi até ao carro do seu colega de trabalho - que na altura estava acompanhado por um amigo. Os ânimos exaltaram-se e no meio de agressões, o arguido esfaqueou a vítima no peito.

Ferida, a vítima começou a fugir, mas acabou por cair, tendo sido levada para o hospital, onde foram feitas manobras de reanimação, mas a vítimas não resistiu. O amigo da vítima testemunhou as agressões, tendo feito queixa às autoridades que acabaram por deter o suspeito.

A acusação revela ainda que o arguido - que ficou em prisão preventiva até novembro do ano passado e que agora aguarda julgamento em prisão domiciliária - conhecia a vítima há cerca de oito anos.