Economia

Economia italiana em recessão técnica

O país já esteve em recessão técnica em 2014, quando o PIB contraiu também 0,2%. 

 A economia italiana recuou 0,2% no quarto trimestre de 2018, segundo os dados provisórios do instituto nacional de estatística italiano (Istat), mas a serem confirmados indicam que o país está oficialmente em recessão técnica. No terceiro trimestre, o PIB tinha registado um decréscimo de 0,1% face ao trimestre anterior.

O Istat também indicou que o PIB aumentou 0,1% no quarto trimestre face a igual período de 2017.

egundo o Istat, a variação do PIB no quarto trimestre do ano face ao terceiro deve-se fundamentalmente a uma diminuição no valor agregado nos setores agrícola, florestal e pesqueiro e no setor industrial e uma estabilização substancial do dos serviços.

Estes dados confirmam os alertas do governo italiano, que já tinha avançado na quarta-feira que esperava um recuo do PIB, que segundo fontes oficiais, é fruto de má gestão no passado.

No quadro macroeconómico, o governo prevê um crescimento de 1% para 2019, mas organismos como o Banco de Itália ou o Fundo Monetário Internacional (FMI) são mais cautelosos e acreditam que apenas cresça 0,6%.

A Itália já esteve em recessão técnica em 2014, quando o PIB contraiu também 0,2% no segundo trimestre face ao primeiro trimestre e no primeiro trimestre recuou 0,1% face ao último trimestre de 2013.