Sociedade

Polícia Marítima Portuguesa salva 20 migrantes na Grécia | VÍDEO

Bebé com sete meses e mulher grávida entre os náufragos

 

A Polícia Marítima Portuguesa salvou 20 migrantes na Grécia quais um bebé com apenas sete meses de vida e uma mulher grávida, que se encontravam a bordo de um bote, em frente a Eftalou, na Grécia.

A Equipa da Polícia Marítima que se encontra em missão na ilha grega de Lesbos resgatou na madrugada deste sábado os 20 migrantes, ao todo cinco crianças, sete mulheres e oito homens, dos quais um bebé de apenas sete meses de vida e uma mulher grávida num bote.

A Viatura de Vigilância Costeira da Polícia Marítima detetou o referido bote cerca da 01h00 (hora local), em frente a Eftalou, tendo passado as coordenadas para a embarcação da Polícia Marítima “Tejo” da Marinha Portuguesa, que efetuou a interceção.

Os vinte migrantes foram depois transportados para o Porto de Skala Skamineas, onde desembarcaram em segurança, tendo sido entregues às autoridades gregas.

A Polícia Marítima encontra-se integrada na Operação Poseidon, sob a égide da agência europeia Frontex e em apoio à Guarda Costeira Grega, tendo como seu objetivo controlar e vigiar as fronteiras marítimas gregas e externas da União Europeia, no combate ao crime transfronteiriço, no âmbito das funções de guarda costeira europeia, tendo o trabalho dos militares portugueses sido reconhecido com o prolongamento da missão por mais um ano.