Sociedade

Tribunal de Contas chumba reconversão do Matadouro do Porto

O Tribunal de Contas chumbou o projeto de reconversão do antigo Matadouro do Porto em centro de cultura, de negócios e de serviços.

DR  

O anúncio partiu esta segunda-feira da Câmara Municipal do Porto,  a requerente e ptomotora daquela obra de grande envergadura, que visa recuperar a zona de Contumil, na freguesia de Campanhã, que é considerada a área mais deprimida da cidade do Porto.

Há uma semana e meia, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, por convite do presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, visitou o espaço do antigo Matadouro Industrial do Porto, assistido à apresentação do projecto, com o qual se manifestou entusiasmado, evocando a sua qualidade de ex-autarca.

Rui Moreira já anunciou uma conferência de imprensa ainda para a tarde desta segunda-feira, a fim de topar uma posição sobre o chumbo do Tribunal de Contas. 

A obra foi ganha pelo grupo empresa Mota Engil, tendo participado na cerimónia o seu principal responsável, António Mota.