Sociedade

Antigo inspetor-chefe da PJ revela que houve planeamento de atentado terrorista para o Porto

Ataque tinha como alvo Durão Barroso


O antigo inspetor-chefe da Polícia Judiciária, Carlos Anjos, contou como foi evitado um ataque terrorista que teria como alvo Durão Barroso e outras altas individualidades portuguesas e estrangeiras no Porto.

O ataque seria realizado aquando da sessão de abertura do Euro 2004, escreve o jornal i na edição desta segunda-feira.

Várias notícias sobre o assunto tinham vindo a público nessa altura, mas acabaram por ser desmentidas pelas próprias autoridades nacionais que, agora viram ser confirmadas pelo antigo PJ. 

O responsável confirmou mesmo que vários “terroristas estiveram em Braga a preparar um atentado para o Porto aquando da sessão de abertura do Euro 2004, não se sabendo se seria no jantar de abertura, no Edifício da Alfândega do Porto, ou no jogo inaugural, no Estádio do Dragão”, contou. 

“Recebemos uma informação, três meses antes do início do Euro 2004, de que exatamente aqui, em Braga, encontrava-se um grupo algures a preparar um atentado terrorista, tendo em vista o maior evento da altura que era o campeonato europeu”, disse ainda Carlos Anjos.