Internacional

Detida mulher com problemas psiquiátricos na sequência de incêndio em Paris

Mulher é residente no prédio e estaria alcoolizada quando foi abordada pelas autoridades

Um incêndio num edifício residencial em Paris matou pelo menos oito pessoas, tendo deixado feridas outras trinta, das quais seis são bombeiros.

Na sequência do incêndio, foi detida uma mulher, com cerca de 40 anos, residente no prédio que segundo o canal de televisão francês BFMTV, tem um historial de problemas psiquiátricos e estaria alcoolizada quando foi abordada pelas autoridades.

O procurador de Paris Rémy Heitz adiantou que foi aberta uma investigação, a cargo da Polícia Judiciária, para apurar as circunstâncias do incêndio e o eventual envolvimento da mulher já detida.

Os trabalhos dos bombeiros, foram mobilizados cerca de 250 operacionais, continuam, sendo que o incêndio foi controlado ao início desta manhã por volta das 6h locais (5h em Lisboa), após mais de cinco horas de combate.

O porta-voz dos bombeiros disse à AFP, no local, que o balanço de vítimas ainda “poderá aumentar”, pois “as operações de reconhecimento ainda não ocorreram nos últimos andares do edifício, onde o incêndio foi mais violento".

Este incêndio acontece menos de um mês depois da explosão de gás, numa padaria no centro de Paris, que matou quatro pessoas.