Sociedade

Mãe de bebé morta pelo pai barricou-se em banco antes de saber que homem se tinha suicidado

Receava que Pedro Henriques a perseguisse. Foi a GNR que a informou dos últimos acontecimentos

A ex-companheira do homem que se suicidou depois de ter matado a filha de dois anos e a ex-sogra, recusava-se a sair de uma dependência bancária na Quinta do Conde, em Sesimbra, com medo de Pedro Henriques, segundo o Jornal de Notícias.

A mulher, cuja mãe e filha terão sido mortas pelo ex-companheiro, receava que Pedro Henriques a perseguisse.

A GNR foi chamada ao local e só então é que a mulher ficou a saber que Pedro Henriques se tinha suicidado com uma caçadeira junto à casa dos pais, em Castanheira de Pera.

As autoridades levaram a mulher para casa, no Seixal. O jornal adianta ainda que a família está a receber apoio psicológico do INEM.