Economia

Desemprego em 2018 cai para 7%

Nos últimos três meses de 2018, a população desempregada estimada foi de 349,1 mil pessoas, o que representa uma diminuição de 1% face ao período homólogo

DR  

No quarto trimestre de 2018, a taxa de desemprego manteve-se nos 6,7%, inferior em 1,4% em comparação com o mesmo período de 2017. Este continua a ser o valor mais baixo desde o primeiro trimestre de 2011. Assim, segundo informa o INE, a taxa de desemprego foi de 7% no total do ano, tendo diminuído 1,9% face ao ano anterior. 

Nos últimos três meses de 2018, a população desempregada estimada foi de 349,1 mil pessoas, o que representa uma diminuição de 1% face ao período homólogo. O mesmo aconteceu com a população empregada que diminuiu 0,4%, fixando-se em mais de 4800 mil pessoas. Já em termos anuais, o número de desempregados diminuiu 20% em relação ao ano passado, com mais de 300 mil pessoas, enquanto a população empregada aumentou 2,3% para as mais de 4 8866 mil pessoas.

As estimativas apontam para que, no quarto trimestre, o desemprego jovem (dos 15 aos 24 anos) tenha diminuído ainda que pouco significativamente e situando-se nos 19,9%. Percentagem idêntica à do total do ano que se registou 3,6% abaixo de 2017, com 20,3% dos jovens desempregos. 

Dados do INE explicam ainda que a "taxa de subutilização do trabalho foi 13,7%, 2,8 p.p. abaixa da do ano transato" e que "dos jovens dos 15 aos 34 anos residentes em Portugal, 9,9% não tinham emprego nem estavam a estudar ou em formação (218,2 mil), uma percentagem que diminuiu 1,3 p.p. (33,1 mil) em relação a 2017". 

"Os três indicadores Europa 2020 – taxa de emprego dos 20 aos 64 anos, taxa de abandono precoce de educação e formação e taxa de escolaridade do ensino superior – com metas para Portugal de 75%, 10% e 40%, respetivamente, observaram os seguintes valores: 75,4%, 11,8% e 33,5% (73,4%, 12,6% e 33,5% em 2017)", concluiu o relatório.